Muffin de Milho.

Era criança e criança não conta o tempo como uma pessoa adulta o faz.

Sabia onde o ano “estava” pelas comemorações. Quando ouvia falar de fantasias, festa e samba, sabia que estava no início do ano, pois era carnaval – uma época que também gostava muito, pois adorava se vestir de bate-bola e correr pela rua por horas, junto com os seus amigos.

Era dispensado da escola por um pequeno tempo, falavam que eram as “miniférias”. Saía correndo da escola, louco pra chegar em casa e aproveitar ao máximo esse tempo. Olhava para o céu e o via repleto de pontinhos que se mexiam e o transformavam em um quadro vivo, eram as pipas. Sabia que estava no meio do ano.

Em seguida, ele via as ruas perto de onde morava sendo enfeitadas por bandeirolas e barraquinhas de comidas típicas, como milho assado, caldos diversos e doces sem fim, que apareciam aos montes.

Como amava aquele período do ano, assistia no batente da janela de casa às festas juninas e julinas, feitas com muito esmero. Grupos de danças de diversas localidades se reuniam e competiam entre si. Seu sonho era estar no meio daqueles dançarinos e competir também.

Logo em seguida, as aulas retornavam e voltavam as obrigações escolares. Não sabia ao certo quanto tempo durava, mas desejava que ele chegasse logo ao fim, pois sabia que, ao término desse tempo, viriam as festas de fim de ano, o Natal e o Ano Novo. Uma época de mesa farta de comidas que ele nunca comia em outras ocasiões. Uma época de família reunida, o pequeno gostava de se sentir cercado de pessoas que amava. Ficava muito feliz de ter familiares que também só encontrava nestes dias.

O ano se resumia nestas datas que nunca eram tão longas quanto o resto do ano.

O tempo passou, algumas dessas datas perderam o sentido, o pequeno estava crescendo e, como todo mundo que cresce, começa a olhar o mundo com outros olhos e esperar por outras datas de maior “significado”. Os dias que mais curtia já não eram tão espaçados – pelo menos em tese –, eles ficavam entre o último e o quinto dia útil de cada mês.

A festa de início de ano – chamada agora de Carnaval – só fazia certo sentido se tivesse dinheiro, pudesse viajar ou se não estivesse trabalhando.

A festas do meio do ano – agora conhecidas como festas de São João – nem agradavam tanto. As ruas ficavam sem as cores características e quase não encontrava as barracas de comidas típicas. Agarrava-se ao seu aniversário que era em julho.

As festas de fim de ano foram ficando minguadas, familiares queridos foram se ausentando, uns por escolha própria, outros por casualidades e ironias da vida. Mas, mesmo assim, rendia graças a Deus por poder ver o fim de mais um ano, e de poder lutar para que o próximo fosse melhor que o anterior.

 

 

Muffin de Milho.

 

 

Ingredientes:

 

  • 312g de Farinha de Trigo.
  • 142g de Milharina.
  • 1 Cc de Sal.
  • 1 Cs de Fermento em Pó.
  • 4 Ovos.
  • 240ml de Leite.
  • 180ml de Óleo Vegetal.
  • 30ml de Suco de Laranja Concentrado.
  • 227g de Açúcar.

 

Muffins de Milho.

 

Modo de Preparo:

 

  • Unte as formas de muffin com uma camada fina de manteiga e polvilhe-as ligeiramente com a milharina, ou use forros de papel apropriados.
  • Combine a farinha, a milharina, o sal e o fermento em uma tigela e misture com o batedor de arame.
  • Junte os ovos, o leite, o óleo, o suco de laranja concentrado e o açúcar e bata na batedeira, em velocidade média, com o batedor apropriado, por 2 minutos, até que fique com cor clara e lisa .Combine os ovos, o leite, o óleo, o suco de laranja concentrado e o açúcar e bata na batedeira, em velocidade média, com o batedor apropriado, por 2 minutos, até que fique com cor clara e lisa .
  • Adicione os ingredientes secos à mistura de ovos e bata, em velocidade média, só até combinar, raspando a tigela se necessário.
  • Coloque uma porção de 3/4, enchendo sem completar a forma. Bata delicadamente as formas sobre uma superfície para retirar as bolhas de ar.
  • Asse a 200 *C, por 20 minutos, ou até que um palito inserido no centro do muffin saia limpo.
  • Esfrie os muffins nas formas por alguns minutos, depois desenforme-os e transfira-os para uma outra superfície para que esfriem completamente.

 

 

Quando fizer, nos marca na foto e utiliza a tag #pdsblog e me diz o que achou na sua casa.

Não esqueçam também de comentar e compartilhar nas redes sociais, isso faz uma grande diferença!

Até a próxima.
 
Meu email: [email protected]

Instagram: @pdsblog

Gostou deste post?

Que tal receber conteúdo como este diretamente em seu email?

Você pode gostar também

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *