A Coxinha que Você Respeita!

Celebridade: cuja reputação já está feita; que possui renome ou fama; que tem notabilidade.

Podemos dizer que a coxinha é uma celebridade brasileira? Alguns irão dizer que sim, pois o produto é um sucesso em boa parte do Brasil. O produto, que faz parte da rotina alimentar de muitos trabalhadores que transitam nos centros urbanos, destaca-se pelo valor acessível e por ser saboroso.

A origem não é conhecida, mas Maria Nadir Cavazin relata, no livro Histórias e Receitas – Sabor, Tradição, Arte, Vida e Magia (Sociedade Pró-Memória de Limeira, 2000), uma das histórias que levaram ao surgimento das coxinhas. Mas o que sabemos é que ela sempre foi item obrigatório em botecos, padarias de bairro e, no máximo, festinhas de família. Só recentemente mudou um pouco de status e passou a frequentar cardápios de bufês, restaurantes e bares da moda.

Bem, a verdade é que, conhecida ou não a origem, o salgado já tem lugarzinho especial na vida dos brasileiros. E nós, eu a Sra. PDS, fomos buscar algumas opções de coxinha vendidas por aí. Foram 4 coxinhas de lugares diferentes, cada qual com suas peculiaridades.

 

Confeitaria Colombo:

O lugar é um dos muitos pontos turísticos do Rio de Janeiro, e possui um acervo grande de salgados e doces tradicionais. A casa dispõe de duas unidades: Centro e Forte de Copacabana. Fomos à do Centro e pedimos a coxinha tradicional. A massa é leve e fina, poderia ser um pouco mais crocante, mas como não é frita na hora, isso acaba influenciando. De tamanho médio e recheio na medida. Um aspecto negativo: sentimos um pouco de falta de sal no frango. O valor da unidade é R$ 9,20.

Coxinha Confeitaria Colombo.

Endereço: Rua Gonçalves Dias, 32 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20050-030.

 

Deli 43:

A casa, que é vizinha e concorrente da Confeitaria Colombo, não deixa a desejar. A coxinha é frita na hora, o que confere a massa crocante. O recheio não era tão farto, mas o tempero estava bom. A versão que é vendida contém catupiry, o que pode não agradar alguns. É vendida em duas pequenas unidades, no valor de R$ 9,00.

Coxinha Deli 43.

Endereço: Rua Gonçalves Dias, 43 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20050-030

 

Lecadô:

Tradicional casa de tortas, doces e salgados do Rio de Janeiro, possui mais de 30 anos de existência. Sua coxinha é muito apreciada pelos cariocas, porém é uma versão um pouco diferente da tradicional. Com a massa mais mole e pouca crocância, contém o que parece requeijão junto ao recheio. O recheio estava bem temperado. Dentre todas, foi a mais oleosa. Seu tamanho é entre média e grande. Custou R$ 6,90.

Coxinha Lecadô.

Endereço: Rua do Rosário, 167 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20041-005

 

Duquesa Confeitaria:

A casa, que não conhecíamos, foi indicação de seguidores. Localizada em Caxias, Município do Rio. Além de confeitaria é também uma padaria e restaurante. Sua coxinha é bastante admirada, o que nos deixou curiosos. O salgado foi a maior versão de todas que provamos. Sua massa lembra um pouco a da Lecadô, porém é um pouco mais crocante por ter sido frita na hora, e contém um leve sabor de queijo. O recheio é super farto e bem temperado, além de conter catupiry. O valor nos surpreendeu, é vendida por R$ 5,50 (melhor custo-benefício).

Coxinha Duquesa.

Endereço: 25 De Agosto, 25045-390 Duque de Caxias, Rio de Janeiro.

 

E aí, a sua preferida estava entre as que escolhemos?
Deixa aqui nos comentários!

 

Não esqueçam também de comentar e compartilhar nas redes sociais, isso faz uma grande diferença!

Até a próxima.
 
Meu email: [email protected]

Instagram: @pdsblog

Gostou deste post?

Que tal receber conteúdo como este diretamente em seu email?

Você pode gostar também

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *